Episódio 14 é Outra Nova Temporada 7 Baixa

Eu não quero perder meu tempo ou o seu, então serei breve com esta revisão de Temer The Walking Dead última desculpa terrível para um episódio de televisão.

Basicamente eis o que acontece: Strand engana Alicia para entrar na torre e Daniel vai junto porque acha que Ofelia está lá, porque Luciana mentiu para ele. Essa mentira levou Wes a se juntar a Strand, onde ele rapidamente se tornou um verdadeiro crente em Strand, seus métodos e a promessa da própria torre.

Strand então revela a Alicia que ele pensa nela como sua filha e só quer provar a ela que ele pode criar algo bonito onde todos possam estar seguros. Ele não explica por que ele teve que se tornar um vilão completo para fazer isso e começar a jogar pessoas do telhado, contratar assassinos para matar crianças etc. Parece uma maneira estranha de alcançar seu objetivo declarado, embora no final do episódio ele esteja flip-flop e decidiu que Alicia nunca vai perdoá-lo, então por que ele deveria jogar bola?

Wes, enquanto isso, decide que Strand ficou mole e consegue colocar os próprios homens de Strand contra ele. No decorrer de dois episódios, Wes agora se tornou o Big Bad de Temer os mortos andantes. O mesmo Wes que pintou árvores alegremente com Alicia no passado agora é ainda mais perverso e malvado do que Strand se tornou. De repente.

Daniel encontra Charlie, que eles tentam passar por Ofelia antes de lhe contar a verdade e ele se senta com Charlie porque eu acho que ela é a coisa mais próxima que ele tem de uma filha também. Eles têm Charlie em uma bandana como se ela fosse uma paciente de quimioterapia ou algo assim. É muito bobo.

Wes os encontra e há uma grande briga e Daniel aparece em cima da hora, mas ele é baleado. Então Strand mata Wes com seu sabre e é isso para Wes. Ele se tornou um personagem secundário por um longo tempo, um cara perfeitamente legal que não trouxe praticamente nada para a mesa ou para a história, e então ele se tornou um vilão por alguns episódios e depois morreu. Esses caras realmente sabem como escrever um arco de personagem convincente!

Alicia quer destruir o farol no topo da torre porque, aparentemente, uma vez que a luz se apague, os zumbis se dispersarão e os mocinhos podem atacar a torre. Eu pensei que Morgan sozinho conseguiu que todos os zumbis ao redor da torre o seguissem, mas acho que não. Quero dizer, isso aconteceu no episódio da semana passada tão claramente que não se aplica mais ao episódio desta semana.

Strand e Alicia acabam lutando no telhado e o farol cai e quebra e os Heróis do Texas são capazes de iniciar a invasão da torre. Alicia conecta seu “transmissor” ao aparelho elétrico ao qual o farol foi conectado e os rádios todo mundo no Texas que ela precisa da ajuda deles e eles podem construir uma comunidade juntos. Certamente todos esses estranhos aleatórios serão totalmente confiáveis ​​e divertidos de se trabalhar.

Mas, infelizmente, a torre pega fogo e pega fogo e parece que na próxima semana todos estarão procurando por outro novo lugar seguro para morar. Porque se há uma coisa que sempre foi verdade sobre esse show e Mortos-vivos, é que, se houver uma comunidade – boa ou ruim – que nossos heróis encontrem, eles vão 100% destruí-la e seguir em frente. Strand realmente construiu uma pequena comunidade bastante decente e levou apenas algumas semanas para Morgan e Alicia arruinar tudo. Bom trabalho pessoal! Talvez da próxima vez vá encontrar o seu próprio edifício de escritórios. O Texas tem alguns, tenho certeza.

Então, sim, este foi um episódio muito estúpido, encerrando um conflito muito estúpido sobre um prédio de escritórios estúpido que agora é uma ruína fumegante. A costa é. . . meio que um cara bom novamente graças a ele matar Wes, o verdadeiro vilão desta temporada. E agora eles estão todos fodidos e vão a pé pelo deserto nuclear que é o Texas. Que piada.

Eu twittei ao vivo o episódio enquanto assistia e você pode ler esses tweets abaixo:

Deixe-me saber o que você achou deste episódio em Twitter ou Facebook.

Leave a Reply

Your email address will not be published.